Kotor

Batalha de Jomark

Enfrentando um cruzador Revanchista

Republicnavy.jpg

Após partirem do devastado planeta Belderone, a Innocence e a Haritha seguem para Jomark, um sistema próximo, para reabastecer e planejar os próximos passos.

Jomark originalmente fora parte do Império de Xim, o Déspota e era coberto por enormes oceanos, com um pequeno continente chamado Kalish e várias pequenas ilhas. Atualmente o planeta era pouco habitado por alguns imigrantes humanos e pela raça nativa. As duas naves pousam no espaçoporto da pequena capital de Jomark, a cidade de Lawro.

Codd Moomo chega para entregar a Ebon Hawk a Rett Solo, mas Kaltaparu tem uma visão preocupante e pede a nave emprestada para visitar Mestre Novi, em Vjun.

Poucas horas após a partida de Kaltaparu, o planeta é surpreendido pela aparição de um cruzador Revanchista classe Hammerhead que exige a rendição do planeta para as forças do Império de Revan.

Rett e A´den entram em contato com o Prefeito de Lawro e a mandaloriana solicita auxílio das forças mandalorianas próximas. Essas informam que podem chegar ao planeta em meia-hora. A Innocence e a Haritha decolam para enfrentar o cruzador, que lança um esquadrão de 10 caças em direção ao planeta. São apoiados pelo esquadrão Púrpura, das Forças de Defesa de Jomark, com 4 caças.

Após negociações frustadas com a Capitã Molle, a batalha começa. A Innocence e o esquadrão Púrpura enfrentam os caças Sith, enquanto a Haritha parte para um ataque contra o cruzador Hammerhead.

Enquanto isso, o cruzador é surpreendido pelo reaparecimento da Ebon Hawk, pilotada por Kalpataru, que acerta um torpedo na popa do Hammerhead. Rett também ataca o mesmo ponto, enquanto Ein Mer consegue interferir nos escudos do cruzador.

Na atmosfera o combata entre a Innocence e os caças é brutal, mas a Innocence pilotada por Kel Ku e por A´den e com Skarr nos canhões consegue derrubar vários caças. O Púrpura Líder é derrubado. Apesar disso, a vitória é dos defensores.

No espaço, a Ebon Hawk sofre danos pesados e é forçada a recuar, mas a Haritha, que também levou impactos severos, consegue acertar um torpedo de próton no hangar do hammerhead.

Após receber vários impactos de torpedos de prótons o cruzador despenca sob a atmosfera. Boa parte dos tripulantes fogem nos scape pods, mas a Capitã Molle, uma veterana das guerras mandalorianas, se recusa a render-se e prefere morrer com seu cruzador a entregá-lo a uma mandaloriana.

Após o fim da batalha espacial, eles descobrem que este foi apenas um de uma série de ataques em uma grande ofensiva iniciada por Revan contra mais de 500 sistemas pouco protegidos. Revan parece ter iniciado uma nova fase da guerra contra a República.

Comments

HouseWayne HouseWayne

I'm sorry, but we no longer support this web browser. Please upgrade your browser or install Chrome or Firefox to enjoy the full functionality of this site.