Mandalorianos

Arwing_Stazi.jpg

Arwing Stazi era um piloto e comerciante de seu planeta natal, Duro. Embora tivesse seus negócios de transporte de cargas honestos, não era estranho aos contatos do submundo e o lucro que isso poderia fornecer. Tudo mudou no dia do Triunfo Mandaloriano, quando os Neo-Crusados atacaram o planeta montados Basilisks War Droids como uma chuva de meteoros. Nesse dia, ele perdeu suas pernas e quase perdeu sua vida.

Foi então que Canderous Ordo, um dos líderes do ataque, o encontrou naquele estado lastimável, arrastando-se e lutando para viver, e lhe fez uma proposta: “Una-se a nós, junte-se ao Mando’ade e morra por nossa causa e nós o restauraremos. Recuse e encerro seu sofrimento de forma limpa.” Arwing aceitou, sendo levado para o cruzador Mandaloriano para tratamento, recrutamento e instalação de suas pernas cibernéticas.

Ele viveu os últimos 2 anos participando principalmente dos embates espaciais, o que o levou a desenvolver respeito e camaradagem por Ordo e seus companheiros diretos de luta. Por mera sorte não esteve em Malachor V quando Revan encerrou a Guerra Mandaloriana e quase extinguiu toda a cultura.

Arwing passou a ser um contrabandista a partir daí, mas quando Ordo ressurgiu nos secretos canais de comunicação Mandalorianos, ele atendeu ao chamado do novo, e em sua opinião mais digno, Mandalore. Por ordem de mandalore, Arwing passou a preencher as fileiras do reformado clã Kad, principal responsável pela restauração da cultura Mandaloriana.

Arwing é um Duros de pele verde. Usa uma versão leve da armadura mandaloriana azul dos Neo-Crusados. Suas pernas cibernéticas foram projetadas para melhorar sua agilidade. Seus hábitos e experiência o fazem ficar especialmente confortável no espaço, mesmo em gravidade zero.


A55.jpg

A-55 infelizmente estava no lugar errado na hora errada. No meios dos esforços de guerra, o povo mandaloriano mandava tudo que podia de equipamento para a frente de batalha; e o que pudesse ser reciclado, seria. Era de se esperar, afinal de que adianta uma porcaria de um dróide de protocolo nas terras de Mandalore?

Entre indas e vindas nos sacolejos de naves de transporte A-55 acabou nas mãos de Lando Kandar, um mecânico humano que tinha o habito de trabalhar com Hutts e estava emprestado aos mandalorianos. Lando não tinha limites, sendo sua ordem apenas trazer o máximo possivel de poder de fogo portátil. Manteve apenas a parte de cima do droide de protocolo e soldou numa base de droide aranha de ataque armado com um lança mísseis, seu corpo superior girava 360º sobre a base transformando a monstruosidade numa turret com inteligencia e dicernimento.

Bom, ai estava o problema, os circuitos sociais do droide entraram em pane e ele ficou algo instavel. Até hoje ele murmura frases como o desejo de destruir toda a humanidade, mas isso não preocupa muito no meio de uma guerra…

Ele foi coberto com remendos de restos de placas de armaduras de mandalorianos mortos em combate, então apesar de para os outros ele ser um droide como qualquer outro, ele se sente parte da força de Mandalore por portar uma armadura.


Wookie.jpg

Tavvokky foi capturado em seu planeta natal por escravagistas.

Ele escapou de seus captores quando estava a caminho de ser vendido no mercado de escravos de Zygerria. Em sua fuga, ele matou um dos seus captores, um gamorrean, e ficou com o machado deste.

Pouco depois, o planeta em que estava foi atacado pelos Mandalorianos. Cassus Fett, após ver o enorme guerreiro derrubar quatro dos neocrusaders, ofereceu a ele a chance de se juntar aos mandalorianos.

Tavvokky foi ferido por um jedi durante a batalha da Jaga´s Cluster, a última vitória mandaloriana na Guerra, e estava se recuperando da grave ferida quando ocorreu a Batalha de Malachor V.

Depois da guerra ele serviu como segurança dos Hutts, até que ouviu a história de que um novo Mandalore havia surgido, pouco depois que Krova, the Hutt, seu empregador, explodiu. Ele vestiu novamente sua armadura (ou os pedaços dela que cabiam em seu enorme corpo) e partiu.


Byron_Tris_1.jpg

Byron Tris é um bastardo da melhor qualidade.

Ele começou como soldado da República mas logo se envolveu com tráfico de armas para pagar dívidas de jogo a Krova, o Hutt. Descoberto foi expulso do exército da República e se tornou um contrabandista e caçador de recompensas.

Mas achava a vida de fora da lei uma existência de pouca nobreza. Quando surgiu a chance de glória fácil se tornou um Neo Crusader. Mas quando percebeu que a maré estava prestes a virar vendeu informações sobre os Neo Crusaders aos Jedi que se opunham a Cassus Fett. A traição a Cassus Fett lhe garantiu a complacência de Canderous Ordo.

Foi tratado como um pária durante muito tempo até que Kad Aden surgiu. Ao reerguer o clã Aden ela lhe ofereceu uma nova família, algo que ele jamais esqueceu. Desde então foi um guerreiro fiel ao clã, apesar de não ter particularmente muita ansiedade em arriscar sua vida em cargas mortais como a maioria dos Mandalorianos. Muito por isso, sua arma de escolha, o rifle laser, lhe cai tão bem.


Pos_Vizla.png

Pos Vizla pertence a um dos mais antigos clãs mandalorianos. Ele lutou nas Guerras Mandalorianas e é um dos poucos sobreviventes da Batalha de Malachor V, conseguindo escapara quando Revan ativou o Mass Shield Generator.

Após a batalha, ele se juntou a um grupo de mandalorianos que agiu como piratas espaciais, até ouvir o chamado do novo Mandalore. Nos últimos tempos, tem se tornado um dos melhores pilotos de Mandalore. Embora os novos mandalorianos tenham voltado ao estilo antigo e abolido a liderança neocrusader, Pos Vizla passou a ser seguido por vários dos mais novos pilotos mandalorianos.

Fichas dos mandalorianos

Mandalorianos

Kotor HouseWayne HouseWayne