As Guerras Mandalorianas

A Guerra Mandaloriana
MandalorianWars.jpg
Um grande líder havia unificado todos os clãs mandalorianos, assumindo o título de Mandalore. Sob seu comando os mandalorianos atacaram setores na fronteira, aproximando-se perigosamente das fronteiras da República. A República recusou-se a intervir e responder ao pedido de ajuda de planetas que não eram membros da República.

Enquanto isso, em segredo, os Mandalorianos estabeleciam uma base na Lua Selvagem Onderoniana de Dxun, onde Mandalore criou um posto militar no meio das densas selvas de Dxun. Após a invasão surpresa de Onderon, os Mandalorianos atacaram os Iridonia, Taris e outros alvos no Outer Rim. Esse ataque coordenado a três setores estelares finalmente forçou a República a tomar uma ação enérgica contra os invasores mandalorianos (alguns dizem, para proteger os interesses econômicos em Taris).

Os próximos alvos do avanço mandaloriano foram as cidades de cristal do Planeta Socorro, as florestas de Eres III, as cidades de Duros, os mundos Corellianos, o sistema Venjagga e Dagary Minor.

A República implorou ao Conselho Jedi para se juntar a luta contra os Mandalorianos, mas os Jedi foram lentos em responder. Um cavaleiros Jedi, Revan, havia decidido desobedecer ao Conselho, considerando que este estava errado em não tomar parte na luta, e partira para o front, clamando pelo apoio de outros Jedi que não concordassem com a decisão do Conselho. No início, poucos desafiaram o Conselho, mas depois do ataque a Taris e Onderon e da descoberta do massacre em Cathar, o apoio a Revan aumentou.

Com o aumento dos combates, centenas de Jedi responderam ao chamado de Revan e se juntaram aos exércitos republicanos. Alguns desses primeiros Jedi que se destacaram no confronto contra os Mandalorianos eram Malak, Anthor Radd, Arren Kae, Anya Dathar, Azurra Dathar, Drun Karvick e Karin Don.

A República aceitou a ajuda e assim a verdadeira guerra começou. Os Jedi que se juntaram a Revan tornaram-se heróis da República junto com soldados republicanos como o Almirante Saul Karath. Revan mostrou ser um dos maiores gênios militares da história da República, capaz de planejar batalhas que trouxeram vitórias contra os mandalorianos tanto no espaço quanto em terra.

Apesar das vitórias, as forças republicanas tiveram pesadas baixas, como na longa batalha de seis meses pela Lua Dxun. Ou na custosa vitória na Batalha espacial de Althir.

Os mandalorianos foram expulsos do Inner Rim e recuaram para Taris, onde as forças da República conseguiu finalmente se juntar a Resistência e libertar o planeta após três anos de ocupação mandaloriana.

Com a vitória em Taris, os Mandalorianos foram finalmente expulsos de volta para o espaço mandaloriano. Ainda assim, a guerra se arrastou por meses, pois os mandalorianos se recusavam a fazer a paz e aceitar a proposta de rendição incondicional oferecida pela República. Cada sistema estelar na fronteira entre República e Mandalore Space era disputado tenazmente.

A guerra terminou em Malachor V. Uma grande armadilha foi montada, atraindo os mandalorianos para Malachor V. A batalha de Malachor V resultou na vitória da República a altos custos. Revan conseguiu atrair os mandalorianos para batalha e derrotá-los.

As Guerras Mandalorianas

Kotor HouseWayne HouseWayne